STILL LIFE IN RIO

« Still Life » ou uma « vida tranquila » no Rio

É a primeira vez que a marca escolhe um destino, mas o procedimento ainda é eminentemente fotográfico. É um ponto de vista inédito para a baía que se oferece ao olhar: o fotógrafo brasileiro Flavio Veloso, autor da imagem, capta a beleza do Rio num momento único, no instante em que o céu se inflama e se envolve com um véu dourado. Ele foi de madrugada ao local simbólico do Corcovado onde fica a majestosa estátua do Cristo. A foto foi feita da sua base. Uma presença cuja força e plenitude podemos imaginar.

É um balé visual do qual emana uma emoção poética. Rio desperta e é esse ímpeto sempre inicial que Still Life in Rio se apega em capturar: um perfume vivo, aberto, promessa de um dia feito de luz e de movimento.

STILL LIFE IN RIO

EAU DE PARFUM

A arte da luz se exprime plenamente com essa nova criação, mas trata-se do brilho do astro, do lampejo original, que convém perfeitamente a esse perfume solar.

Exótico e luminoso, Still Life in Rio é um novo coquetel inédito que começa com yuzu, gengibre, menta e essência de limão, floresce e se aquece com a aliança de grãos de pimenta, pimenta malagueta e água de coco, realçado pela essência de Rum e madeira de copaíba do Brasil.

Perfumista :

Dora Baghriche @ Firmenich

flavio

FLÁVIO VELOSO

Flávio Veloso é um jovem fotógrafo brasileiro especializado em tomadas da natureza durante suas múltiplas viagens pelo Brasil. Apaixonado por passeios em parques naturais do Rio de Janeiro, ele soube muito cedo que a fotografia teria um lugar bastante amplo em sua vida, enquanto terminava a faculdade de Biologia, com outra visão da natureza.

Hoje fotógrafo profissional, ele mora em Florianópolis e viaja para fazer reportagens fotográficas numa natureza brasileira luxuriante e enriquecer sua coleção de fotografias artísticas que expõe regularmente em galerias

«

DORA BAGHRICHE @FIRMENICH

Primeiro, Dora Baghriche sonhou em escrever e alimentou esse desejo de ser grande repórter antes de se apaixonar pela profissão de perfumista em sua formação no ISIPCA.

Impregnada de suavidade mediterrânea, Dora passou a infância dividida entre duas cidades, duas culturas: Argel e Paris. De suas duas avós pasteleiras, ela guardou uma relação passional pela gulodice. E herdou uma memória olfativa na qual se misturam creme de pinhão, delícias de canela e aromas de amêndoa.

Dora é curiosa e sua mente fantasiosa a leva a ir ao encontro de artistas em geral desconhecidos, cuja riqueza ela admira. Inúmeros amigos dela são músicos, cineastas, atores, vindos de todos os horizontes. Seus horizontes são geografias variáveis; maquis mediterrâneos com paisagens da Ásia, passando pela cidade de Nova York, onde ela viveu e aprendeu muita coisa.

  • perfume
  • perfume
  • perfume
  • perfume
  • perfume
  • perfume
  • perfume
  • perfume